fluxo-de-caixa-cerâmica

Como organizar o fluxo de caixa da sua cerâmica

Qual é a situação do fluxo de caixa da sua cerâmica hoje? Neste artigo em especial, trataremos de um tema muito importante e que está relacionado com a gestão e a saúde financeira da sua cerâmica.

Você já ouviu falar em fluxo da caixa, sabe como ele funciona e conhece as boas práticas para que a sua cerâmica construa um fluxo de caixa saudável? Então, não deixe de conferir esse conteúdo e as dicas que a NATREB separou para você.

O que é fluxo de caixa?

Na gestão de negócios, o fluxo de caixa é uma das peças mais importantes para o sucesso de qualquer organização. Basicamente, esse termo se refere aos recursos financeiros que entram e saem do caixa ou das contas de uma empresa durante um espaço de tempo.

Agora ficou mais fácil entender de onde vem o termo “fluxo de caixa”, não é mesmo? Afinal, fluxo nos remete a algo que está em constante movimento, como é o caso dos recursos financeiros que movimentam o caixa de uma cerâmica. Uma empresa em desequilíbrio de caixa, por exemplo, tem mais saídas de recursos do que entradas, uma situação que precisa ser solucionada o quanto antes.

Apesar da NATREB não ser uma empresa ligada a área financeira ou de gestão, consideramos importante tratar desse assunto, visto que muitas das vezes por meio de dicas simples conseguimos contribuir para que nossos clientes e parceiros mantenham a saúde financeira dos seus negócios. Separamos 3 dicas e boas práticas relacionadas ao fluxo de caixa para a sua cerâmica, confira:

1.Faça provisões para o médio e longo prazo

O planejamento é o grande segredo de um fluxo de caixa equilibrado, sendo assim, é preciso destacar a importância da realização de provisões futuras, visando preparar o caixa da empresa para despesas que ainda estão por vir.

Talvez a posição do caixa da sua cerâmica hoje esteja confortável, mas e daqui a alguns meses como estará? As despesas que estão sendo assumidas hoje refletem no futuro?

Evite ser pego de surpresa, para cada despesa ou compromisso assumido no presente, faça provisões visando entender quais os reflexos gerados no futuro e como eles podem comprometer o caixa da empresa. Nunca assuma um compromisso financeiro, principalmente os de longo prazo, sem ter convicção do equilíbrio das contas no presente e no futuro.

2.Crie categorias para as despesas e receitas da sua cerâmica

Você conhece detalhadamente todos os custos e receitas da sua cerâmica? Se você respondeu que não, uma boa prática é começar categorizando e registrando todas as entradas e saídas de recursos financeiros do caixa da empresa.

Ao criar categorias, podemos identificar quais são as maiores fontes de receita do negócio e também de despesas, o que por si só, já ajuda bastante no equilíbrio das finanças e na tomada de decisões estratégicas.

Veja um pequeno exemplo de categorização para receitas e despesas:

Receitas

  • Receitas de vendas para pessoas jurídicas;
  • Receitas de vendas para pessoas físicas;
  • Outras Receitas.

Despesas

  • Despesas com fornecedores;
  • Despesas operacionais (água, luz, telefone, internet);
  • Despesas com a folha de pagamento de funcionários;
  • Despesas com a aquisição de máquinas e equipamentos;
  • Outras despesas.

3.Registre todas as movimentações em um sistema de gestão

Por fim, recomendamos que você registre todas as movimentações da sua empresa em um sistema de gestão para negócios ou até mesmo em uma planilha bem elaborada no Excel.

Ao manter registro de todas as movimentações, fica muito mais fácil entender a real posição do fluxo de caixa da cerâmica, como também identificar as maiores receitas e os maiores custos do negócio, pensando sempre em decisões que possam contribuir para o equilíbrio da balança financeira.

Gostou das nossas dicas relacionadas ao fluxo de caixa para cerâmicas? Então, continue acompanhando o blog da NATREB, por aqui sempre publicamos conteúdos relevantes para as empresas do setor ceramista.

Já conhece a nossa página de produtos? Clique aqui e confira toda a linha de máquinas NATREB para a sua cerâmica.

Escrito por ruan

Categoria da postagem

Repercusão

Data da postagem

terça-feira, 20 de outubro de 2020
}

Tempo de Leitura

3 minutos

U

Pesquisar

h

Postagens Recentes

Categorias de Postagens

Categories

Você também pode gostar de….
Agilizando a produção de uma cerâmica: Os 3 passos principais

Agilizando a produção de uma cerâmica: Os 3 passos principais

Como maximizar a produção de uma cerâmica? Quais são os passos principais para produzir mais, reduzir custos e ao mesmo tempo garantir a qualidade do produto final? Nesse conteúdo a NATREB apresenta 3 passos essenciais para o desenvolvimento e crescimento da...

A cerâmica vermelha e a versatilidade dos materiais

A cerâmica vermelha e a versatilidade dos materiais

A cerâmica vermelha é um dos materiais construtivos mais antigos utilizados pela humanidade. De acordo com historiadores, os primeiros vestígios relativos à produção de itens cerâmicos remontam ao período da pré-história. Por sua vez, arqueólogos afirmam que os...

Misturador NATREB     

Misturador NATREB     

São equipamentos indispensáveis no processo de preparação em industrias cerâmicas, são eles que garantem a mistura homogênea dos diferentes tipos de argilas, líquidos, aditivos e sólidos desintegrando o material seco por corte e esmagamento e adicionando água ao...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Orçamento
close slider