forno-metalico

Forno Metálico Móvel NATREB

Este equipamento é projetado para realizar a queima em produtos cerâmicos, onde estes materiais são submetidos a uma temperatura aproximada de 950°C. A queima é considerada um dos processos mais delicados da fabricação de peças cerâmicas. É nesta operação que o produto ganha resistência mecânica, mas os defeitos ocorridos em processos anteriores passam a aparecer. O controle rigoroso de temperatura (curva de queima) imposta aos produtos ao longo do tempo desempenha um papel muito importante na qualidade final esperada.forno-metalico-natreb

O Forno Metálico Móvel NATREB é considerado um forno intermitente mas tem a vantagem de liberar as bases para carregamento ou descarregamento ainda com a capa em temperaturas elevadas. Cada queima pode ter diferentes receitas e resultados programados alterando-se parâmetros de temperatura e pressão, permitindo à empresa buscar uma curva de queima ideal ao produto que está na carga programada. A programação da Curva de Queima, permite inclusive, levar em conta o tempo de extração da umidade residual da secagem, que pode haver ou não se o processo anterior de secagem não estiver eficiente, nesse caso, é importante frisar que esta “secagem” ocorrida no forno não é eficiente, pois não é papel deste equipamento secar, e sim queimar.

Este modelo de forno é uma alternativa de queima para produção de média escala na indústria cerâmica, mas se adequa à baixa produção quando construído em tamanhos menores e a alta produção quando o layout permite a construção de várias unidades.

Constituído de um corpo metálico móvel que se desloca em diferentes plataformas fixas a cada ciclo de queima, possibilitando que uma carga de materiais cerâmicos secos seja preparada sobre uma das plataformas ao mesmo tempo que se realiza a queima em outra plataforma, podendo conter de duas a três plataformas fixas. É um equipamento modular, composto por uma estrutura metálica revestida com fibra cerâmica espessas a fim de isolar o calor da queima no interior do forno. As fornalhas do Forno Metálico NATREB são desenvolvidas para atender a queima de biomassa, carvão ou lenha. Possui um sistema de controle automatizado com gravação de curvas de queima, portas manuais ou motorizadas, sistema de rodas tracionadas e alimentação automatizada (opcional). Além dos conjuntos mecânicos fornecidos para este forno, os crivos e chaminé NATREB são calculadas para se obter um fluxo de calor mais eficiente e com redução de custo na construção civil. Por utilizarmos chaminés, o forno pode operar com convecção natural ou convecção forçada com a utilização de ventiladores centrífugos para extração de umidade do forno, sendo que a segunda opção normalmente diminui o tempo de ciclo.

Conhecendo a estrutura básica do Forno Metálico Móvel

Podemos considerar o forno como um dos principais equipamentos do layout da cerâmica. Por esta razão, este equipamento foi projetado para operar com a máxima confiabilidade, sob condições de trabalho mais exigentes. Possui alta produtividade e reduzidas paradas de manutenção. Sua estrutura é fabricada em módulos com vigas I, perfis U e cantoneiras, possuindo um terceiro chassi para apoio das fornalhas, que são de fácil substituição:

Conheça as principais características, detalhes construtivos e tecnologias empregadas nos fornos NATREB:

forno

Fornalhas

Desenvolvidas para oferecer o máximo desempenho térmico com o menor consumo de combustível. Sua construção simples possibilita uma rápida limpeza das cinzas oriundas do processo de queima, onde possui uma porta específica para este trabalho rotineiro. A fornalha é fabricada com cantoneiras reforçadas em aço carbono para resistir a altos índices de calor de operação.
Suas paredes espessas são construídas com tijolos maciços para isolamento térmico, porém, para resistência ao fogo no interior da fornalha utiliza-se tijolos refratários. Como este conjunto é considerado um componente fundamental do forno, a necessidade de fazer manutenções preventivas para corrigir imperfeições, trincas e desgaste dos tijolos se faz necessária para continuar operando o forno com a máxima eficiência, portanto seu projeto foi desenvolvido para possibilitar uma rápida manutenção e custos relativamente baixos.

 

Isolamento Térmico

isolamento-termicoComo este equipamento opera com temperaturas superiores a 900°C, é necessário aplicar um isolamento térmico para proteção estrutural e também para retenção do calor. Nos fornos NATREB utilizamos módulos de fibra cerâmica de 6” (152,40mm) com coat para proteção interna da fibra. Este coat é selecionada para cada aplicação específica do material de combustão, assim possibilitando um melhor grau de proteção contra os gases da queima. O Isolamento térmico é o principal componente que protege as peças mecânicas externas, por tanto, é de extrema importância mantê-lo em excelentes condições para obter uma vida útil do equipamento.

 

 

Saiba mais sobre o Forno Metálico Móvel NATREB!  Visite a página do produto clicando aqui ou entre em contato conosco!

 

 

Escrito por ruan

Categoria da postagem

Repercusão

Data da postagem

sexta-feira, 17 de julho de 2020
}

Tempo de Leitura

4 minutos

U

Pesquisar

h

Postagens Recentes

Categorias de Postagens

Categories

Você também pode gostar de….
Agilizando a produção de uma cerâmica: Os 3 passos principais

Agilizando a produção de uma cerâmica: Os 3 passos principais

Como maximizar a produção de uma cerâmica? Quais são os passos principais para produzir mais, reduzir custos e ao mesmo tempo garantir a qualidade do produto final? Nesse conteúdo a NATREB apresenta 3 passos essenciais para o desenvolvimento e crescimento da...

A cerâmica vermelha e a versatilidade dos materiais

A cerâmica vermelha e a versatilidade dos materiais

A cerâmica vermelha é um dos materiais construtivos mais antigos utilizados pela humanidade. De acordo com historiadores, os primeiros vestígios relativos à produção de itens cerâmicos remontam ao período da pré-história. Por sua vez, arqueólogos afirmam que os...

Misturador NATREB     

Misturador NATREB     

São equipamentos indispensáveis no processo de preparação em industrias cerâmicas, são eles que garantem a mistura homogênea dos diferentes tipos de argilas, líquidos, aditivos e sólidos desintegrando o material seco por corte e esmagamento e adicionando água ao...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Orçamento
close slider