NR-11: Quais os principais cuidados que uma cerâmica deve ter em relação ao transporte de cargas

O transporte de cargas é uma atividade essencial no dia a dia de uma cerâmica, seja em relação a movimentação interna durante as etapas de produção, na extração de matéria prima ou então na entrega dos produtos cerâmicos aos clientes.

Como as atividades de transporte fazem parte do dia a dia dos ceramistas, é muito importante conhecer algumas recomendações e exigências normativas que visam garantir a segurança em todas as operações que envolvem a movimentação de cargas.

Por falar em exigências normativas, você conhece a NR-11?

A NR-11 é uma norma instituída pela portaria nº 3.214 do antigo Ministério do Trabalho e Emprego que criou diretrizes que devem ser seguidas para a movimentação e transporte de cargas.

O conteúdo da norma é aplicável às cerâmicas, sendo assim, abordaremos neste artigo alguns dos seus pontos mais importantes. Não deixe de conferir!

Aspectos importantes da NR-11 quanto a resistência dos equipamentos de transporte em cerâmicas

De acordo com a NR-11, todos os equipamentos utilizados para a movimentação e o transporte de cargas devem garantir a resistência e a segurança, sendo conservados em condições perfeitas de trabalho, veja, o que diz a norma:

“ Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais, tais como ascensores, elevadores de carga, guindastes, monta-carga, pontes-rolantes, talhas, empilhadeiras, guinchos, esteiras-rolantes, transportadores de diferentes tipos, serão calculados e construídos de maneira que ofereçam as necessárias garantias de resistência e segurança e conservados em perfeitas condições de trabalho. ”

A norma destaca ainda, a importância do respeito ao limite de carga de cada equipamento:

“ Em todo o equipamento será indicado, em lugar visível, a carga máxima de trabalho permitida. ”

Sendo assim, destacamos a importância do limite de carga de empilhadeiras e caminhões, como também a altura máxima para transporte seguro das cargas.

Aspectos importantes da NR-11 quanto ao treinamento de funcionários em uma cerâmica

A NR-11 destaca ainda, que os funcionários responsáveis pela operação de equipamentos com força motriz própria, como esteiras e pontes-rolantes devem receber treinamento específico, veja:

“ Nos equipamentos de transporte, com força motriz própria, o operador deverá receber treinamento específico, dado pela empresa, que o habilitará nessa função.

Já os operadores de equipamentos motorizados nas cerâmicas, devem ser devidamente habilitados e identificados, veja:

“ Os operadores de equipamentos de transporte motorizados deverão ser habilitados e só poderão dirigir se durante o horário de trabalho portarem um cartão de identificação, com o nome e fotografia, em lugar visível. ”

Aspectos importantes da NR-11 quanto a sinalização em uma cerâmica

Para a prevenção de acidentes relacionados a movimentação de cargas e transportes, a NR-11 determina ainda que sejam adotadas algumas medidas de sinalização. Medidas, que também são aplicáveis as cerâmicas, veja:

“ Os equipamentos de transporte motorizados deverão possuir sinal de advertência sonora (buzina). ”

“ A disposição da carga não deverá dificultar o trânsito, a iluminação, e o acesso às saídas de emergência. ”

Por fim, vale destacar que a leitura dos pontos em destaque nesse artigo não substitui a leitura completa da norma e a orientação de um profissional de segurança do trabalho.

É importante destacar, que todos os pontos citados neste artigo encontram-se na NR-11.

A NATREB possui grande compromisso com as normas e boas práticas de segurança no ambiente de trabalho. Sendo assim, todos os nossos equipamentos são projetados em conformidade com as normas vigentes.

Em busca de máquinas e equipamentos para a sua cerâmica? Então, não deixe de entrar em contato conosco!

Escrito por ruan

Categoria da postagem

Repercusão

Data da postagem

quinta-feira, 23 de julho de 2020
}

Tempo de Leitura

3 minutos

U

Pesquisar

h

Postagens Recentes

Categorias de Postagens

Categories

Você também pode gostar de….
Veja como montar uma cerâmica do zero!

Veja como montar uma cerâmica do zero!

Pensando em montar uma cerâmica? Confira nesse artigo, um resumo de tudo o que você precisa para colocar o seu negócio em prática! Legalização do negócio Antes de pensarmos na estrutura do negócio e no investimento necessário, será preciso regularizar o novo negócio...

Como organizar o fluxo de caixa da sua cerâmica

Como organizar o fluxo de caixa da sua cerâmica

Qual é a situação do fluxo de caixa da sua cerâmica hoje? Neste artigo em especial, trataremos de um tema muito importante e que está relacionado com a gestão e a saúde financeira da sua cerâmica. Você já ouviu falar em fluxo da caixa, sabe como ele funciona e conhece...

Máquinas para cerâmica: Confira 5 dicas para aumentar a vida útil

Máquinas para cerâmica: Confira 5 dicas para aumentar a vida útil

Buscando alternativas para aumentar a vida útil das máquinas na sua cerâmica? Então fique atento e confira as 5 dicas que a NATREB preparou para você neste artigo! 1.Realize manutenções preventivas Toda e qualquer máquina necessita de rotinas de manutenção preventiva...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orçamento
close slider