LAMINADORES NATREB

Os Laminadores NATREB são projetadas para realizar o processo de trituração e laminação das matérias-primas, dentre elas argilas e outros minerais. Sua função baseia-se no esmagamento das argilas entre seus dois cilindros de alta resistência que trabalham em diferentes velocidades. Este processo proporciona a eliminação de pedras e de outros corpos estranhos na composição da matéria prima, e por fim completa a mistura da massa melhorando a distribuição de água na argila. O resultado final é o melhor acabamento e maior resistência do produto cerâmico.

Esta máquina pode ser utilizada na linha de produção e preparação de industrias cerâmicas ou também em linhas de britagens. Uma ampla variedade de modelos oferece a máxima adaptabilidade a diferentes aplicações, essencialmente na britagem secundária de refino. Sua capacidade de produção está relacionada ao seu tamanho (modelo) e à regulagem da espessura de laminação, podendo variar de 16 ton/h a 50 ton/h. Estes equipamentos se diferenciam das demais máquinas desse porte por possuir carcaças fundidas e os cilindros em aço ligado com cromo e manganês, o que permite longa durabilidade.

 

CONHECENDO A ESTRUTURA BÁSICA DOS LAMINADORES

A linha de Laminadores NATREB foi projetada para fornecer alta performance, trabalhando com total confiabilidade para alcançar o máximo desempenho com um consumo energético e custo de manutenção menores. Isso só é possível devido ao formato robusto das cabeceiras (carcaça), bem como rolamentos de alta precisão e capacidade de cargas elevadas, eixos resistentes e cilindros balanceados.

Agora conheça um pouco mais sobre os componentes principais destas máquinas:

Cabeceiras

As cabeceiras dos laminadores são projetadas para suportar um alto impacto ocasionado pelos cilindros no processo de trituração de pedras. Isso faz com que necessitamos de um material que possua boa resistência mecânica, resistência ao desgaste e boa capacidade de amortecimento devido ao impacto. Por tanto são fabricadas em ferro fundido cinzento, pois o mesmo oferece facilidade na fusão e na moldagem do modelo fundido. Estes modelos são fabricados na fundição MONFERRATO, empresa do grupo NATREB, onde são realizados testes ultrassônicos e de líquido penetrante para validação destas peças fundidas.

O projeto destas cabeceiras é desenvolvido para integrar os suportes das retificas manuais e automáticas, bem como o sistema de regulagem e amortecimento dos cilindros. Assim facilitando a desmontagem da máquina devido as manutenções preventivas e corretivas que o equipamento necessita.

 

 

 

Eixos & Cilindros

Estes equipamentos possuem 2 eixos principais onde são responsáveis pela mancalização e fixações dos cilindros. Eles são projetados para suportar impactos cíclicos e cargas elevadas em caso de paradas repentinas, isso só é possível pelo material aplicado em nossos eixos. Geralmente são fabricados em ligas especiais, os mesmos possuem alta resistência mecânica, boa usinabilidade, alta tenacidade, elevada temperabilidade e elevada dureza, assim evitando o desgaste e a quebra prematura destas peças.

A NATREB fornece as camisas dos cilindros de diferentes materiais e propriedades, levando em considerações as características de cada matéria prima. Normalmente são peças fundidas pela MONFERRATO, que auxiliou no desenvolvimento de uma liga especial de ferro fundido, denominada como G05. Esta liga foi reformulada a partir das propriedades do ferro fundido branco com a adição de cromo para aumentar a dureza deste material. Esta composição nos garante um aumento de resistência ao desgaste, assim auxiliando um alto desempenho e vida útil para satisfazer os requisitos de produção e durabilidade.

Todas as camisas passam por rigorosos controles de qualidade para garantir as especificações necessárias, tanto no processo de fundição, usinagem e montagem final. Após estes processos todos os cilindros são balanceados para evitar um desgaste prematuro na capa do cilindro. As mangas dos cilindros são fixadas em seus eixos por meio de um sistema de flanges cônicos, este sistema de fixação entre o flange e o eixo facilita a desmontagem e garante o alinhamento perfeito.

 

Escrito por fernando

Categoria da postagem

Repercusão

Data da postagem

domingo, 24 de maio de 2020
}

Tempo de Leitura

3 minutos

U

Pesquisar

h

Postagens Recentes

Categorias de Postagens

Categories

Você também pode gostar de….
Veja como montar uma cerâmica do zero!

Veja como montar uma cerâmica do zero!

Pensando em montar uma cerâmica? Confira nesse artigo, um resumo de tudo o que você precisa para colocar o seu negócio em prática! Legalização do negócio Antes de pensarmos na estrutura do negócio e no investimento necessário, será preciso regularizar o novo negócio...

Como organizar o fluxo de caixa da sua cerâmica

Como organizar o fluxo de caixa da sua cerâmica

Qual é a situação do fluxo de caixa da sua cerâmica hoje? Neste artigo em especial, trataremos de um tema muito importante e que está relacionado com a gestão e a saúde financeira da sua cerâmica. Você já ouviu falar em fluxo da caixa, sabe como ele funciona e conhece...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Orçamento
close slider