Características ideais e qualidade de tijolos cerâmicos

Para quem não entende do assunto, os tijolos cerâmicos parecem todos iguais. Mas, sabemos que não é tão simples assim. Existem diversos fatores que podem interferir na qualidade do produto. Vamos abordar aqui algumas características importantes à luz da norma regulamentadora NBR 15270:2017.

Sem dúvidas, o tijolo é um dos materiais mais utilizados durante a obra, a sua função em alguns casos pode ser estrutural, mas o seu emprego em larga escala ocorre na alvenaria de vedação.

 

Processo de Produção do Tijolo Cerâmico

O tijolo cerâmico é produzido por uma composição de argila e água, podendo ou não conter aditivos. Após sua modelagem plástica em argila o tijolo é submetido a um processo de queima em fornos de alta temperatura.

Após a sua retirada dos fornos o tijolo esfriará naturalmente e poderá ser comercializado.

 

Identificando a qualidade do produto

Mas, como saber se o tijolo é realmente de qualidade e confiável? Para que exista uma padronização no mercado e garantia dos requisitos mínimos de qualidade foi criada a norma regulamentadora NBR 15270:2017.

Para que o tijolo cerâmico possua boa qualidade é muito importante que o fabricante esteja atento às determinações da norma.

Veja a seguir algumas características importantes para os tijolos.

 

Características Técnicas

A NBR 15270-1 é a norma técnica responsável pela determinação dos parâmetros de segurança e requisitos mínimos de qualidade dos tijolos cerâmicos.

A NBR 15270-2 aborda os métodos de ensaio para verificação do atendimento às normas técnicas.

Dentre os requisitos, temos as dimensões, propriedades físicas e propriedades mecânicas.

Veja algumas determinações da norma:

  • O tijolo cerâmico de vedação deverá ser fabricado por conformação plástica de argila, contendo ou não aditivos, e queimado a altas temperaturas.
  • A espessura dos septos dos blocos cerâmicos de vedação deve ser no mínimo 6 mm e a das paredes externas de no mínimo 7 mm.
  • O tijolo cerâmico deve ter gravado em uma das suas faces externas, a identificação do fabricante em baixo relevo ou reentrância, com caracteres de no mínimo 5 mm de altura.
  • Deverá constar ainda as dimensões de fabricação do produto (largura, altura e comprimento).

 

Para entregar ao mercado produtos de alta qualidade o fabricante precisa está atento aos padrões de qualidade e requisitos adotado pelas normas do setor ceramista. É preciso ainda garantir que o processo de fabricação seja realizado de forma adequada.

Para que tudo isso seja possível é preciso investir em equipamentos projetados para entregar os resultados desejados. Neste momento o ceramista pode contar com todo o apoio e expertise da Natreb.

Fabricamos e desenvolvemos equipamentos de alta qualidade e performance para a indústria ceramista, conheça o nosso catálogo e entre em contato conosco para fazer um orçamento sem compromisso.

 

Já baixou nosso infográfico? Clique abaixo, é GRÁTIS:

Você também pode gostar de….
Maromba e Monobloco à vácuo, saiba quais suas diferenças!

Maromba e Monobloco à vácuo, saiba quais suas diferenças!

Você conhece as diferenças entre a Maromba e a Monobloco à Vácuo? O assunto costuma gerar uma série de dúvidas entre os ceramistas e, portanto, pode ser também a sua dúvida. Sabendo disso, a NATREB detalha neste conteúdo os princípios de funcionamento de cada...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Orçamento
close slider